Investimento externo soma US$ 6,840 bi em agosto, diz BC

O resultado ficou acima dos US$ 3,775 bilhões registrados no mesmo período do ano passado

Brasília – Os Investimentos Estrangeiros Direto (IED) somaram US$ 6,840 bilhões em agosto, resultado que ficou acima dos US$ 3,775 bilhões registrados no mesmo período do ano passado, informou o Banco Central.

Os aportes externos voltados ao investimento produtivo também ficaram acima das estimativas do mercado financeiro colhidas pelo AE Projeções, que iam de US$ 4 bilhões a US$ 5,4 bilhões, com mediana de US$ 5,4 bilhões.

No acumulado do ano até o mês passado, o IED soma US$ 42,001 bilhões, o equivalente a 2,77% do Produto Interno Bruto (PIB). No mesmo período do ano passado, o IED acumulado era de US$ 38,976 bilhões (2,63% o PIB).

Nos últimos 12 meses até agosto, o IED está em US$ 67,021 bilhões, o que corresponde a 2,97% do PIB.

O BC manteve em US$ 63 bilhões a projeção para o IED em 2014. O número é equivalente a 2,77% do PIB. O volume, no entanto, é maior do que a mediana esperada pelo mercado financeiro para esse indicador, no valor de US$ 60 bilhões, como apontou a última pesquisa Focus, divulgada na segunda-feira, 22.

A autoridade monetária ainda informou que mantém a projeção para o ingresso de ações no País em US$ 12 bilhões. Para os investimentos em renda fixa, no entanto, a previsão subiu de US$ 18 bilhões para US$ 23 bilhões.