Interesse por bônus da Petrobras é sinal de êxito, diz Levy

Bônus de 100 anos foram emitidos pela Petrobras no mercado externo nesta segunda

Washington – O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou que o interesse dos investidores pelos bônus de 100 anos emitidos no mercado externo nesta segunda-feira, 1, pela Petrobras mostra que a resposta da empresa aos problemas internos foi “exitosa”.

“Parece que captação da Petrobras teve repercussão super positiva”, disse o ministro em rápida conversa com jornalistas após fazer uma apresentação em evento do Fundo Monetário Internacional (FMI) na tarde de hoje.

“A captação é boa notícia, parece que as pessoas estão confiantes na Petrobras”, ressaltou. De acordo com fontes ouvidas pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, a demanda pelos papéis chegou a US$ 13 bilhões, com bônus vencendo em 2115. O total captado pode ficar entre US$ 1 bilhão a US$ 1,5 bilhão.

“A Petrobras tem muita disciplina financeira e tem sido muito aberta em resolver questões que aparecem”, afirmou Levy. A empresa pode sair dessa situação mais forte do que entrou, de acordo com Levy.

Na parte de perguntas e respostas do seminário, o ministro foi questionado pelos presentes sobre a situação atual e perspectivas para a Petrobras. Levy afirmou que a Petrobras tem tido uma “estratégia clara” após os desdobramentos da Operação Lava Jato.

O ministro citou a troca da administração, com executivos vindo do mercado financeiro, mudanças na governança corporativa e a redefinição de projetos da empresa, que teve que se ajustar aos preços menores do petróleo no mercado internacional.

Foi uma das poucas companhias globais que enfrentou o que está enfrentando, afirmou durante a palestra, destacando que a produção de óleo da empresa segue aumentando.