Intenção de consumo das famílias sobe 0,5% em dezembro

Foram observadas quedas apenas nos itens segurança em relação ao emprego atual e perspectiva de consumo, ambos com reduções de 1,9%

Rio de Janeiro – A intenção de consumo das famílias cresceu 0,5% em dezembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. A informação foi divulgada hoje (20) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Entre os indicadores que compõem o índice de intenção de consumo das famílias, foram observadas quedas apenas nos itens segurança em relação ao emprego atual e perspectiva de consumo, ambos com reduções de 1,9% em relação a dezembro do ano passado.

Cinco itens apresentaram aumentos, com destaque para o nível de consumo atual, que subiu 4,9% entre dezembro de 2011 e dezembro deste ano. Os demais itens tiveram as seguintes altas: renda atual (1,8%), perspectiva profissional (1,1%), momento para duráveis (0,8%) e compra a prazo (0,1%).

Na análise das regiões do país, apenas a Centro-Oeste teve queda na intenção de consumo das famílias: -4,4%. Nas regiões que tiveram crescimento, o destaque ficou com a Sul, com alta de 8,6%.