Intenção de consumo cai 10,6% em julho, diz FecomercioSP

Na comparação com junho, o indicador desacelerou 1,2%, para 109,5 pontos

São Paulo – O interesse dos paulistanos por compras de produtos e contratação de serviços caiu 10,6% em julho na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com o índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), divulgado nesta sexta-feira, 08, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Na comparação com junho, o indicador desacelerou 1,2%, para 109,5 pontos.

O recuo mensal foi a quinta baixa consecutiva do ICF, tendo a pontuação registrado novo recorde negativo na trajetória iniciada em janeiro de 2010.

Em nota à imprensa, economistas da FecomercioSP atribuíram a menor disposição em consumir na capital paulista à cautela da população, que reduziu o consumo por causa do “nebuloso” cenário de baixo crescimento, alta da inflação, menor expansão de vagas no mercado de trabalho e freio no aumento da renda.

Dos sete segmentos que fazem parte do índice, dois apresentaram alta na passagem de junho para julho: emprego atual (0,3%) e nível de consumo atual (0,2%).

Entre os cinco que caíram, os piores desempenhos foram apresentados por acesso ao crédito (-3,2%) e perspectiva de consumo (-2,9%).

Também tiveram redução no período os itens renda atual (-1,7%) e momento para duráveis (-0,6%).

O item perspectiva profissional não variou no período.