Inflação tem alta de 0,01% em julho e 6,5% em 12 meses

IPCA de julho foi de 0,01% e levou o acumulado de 12 meses para 6,5%, em cima do teto da meta do governo

São Paulo – O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 0,01% em julho, divulgou nesta manhã o IBGE.

É a menor taxa desde 2010, quando houve alta nula em junho e de 0,01% em julho.

Com isso, o acumulado da inflação de 12 meses foi para 6,5%, em cima do teto da meta.

A meta definida pelo governo é de 4,5% ao ano, com tolerância de dois pontos percentuais para baixo (2,5%) ou para cima (6,5%).

A taxa veio bem abaixo do mês anterior (0,40%) e um pouco abaixo de julho do ano passado (0,03%).

Grupos

Dois grupos tiveram forte influência na queda: Transportes, que foi de alta de 0,37% para queda de 0,98%, e Despesas Pessoais, que foi de 1,57% em junho para 0,12% em julho.

Dois itens que haviam subido bastante em junho por causa da Copa do Mundo tiveram impacto na desaceleração em julho.

O preço das passagens aéreas caiu 26,86% e teve impacto negativo de 0,14 ponto percentual na taxa final.

Já as diárias de hotéis tiveram 7,65% de diminuição após alta de 25,33% em junho.

Em relação ao mês anterior, 6 grupos tiveram desaceleração e 3 tiveram aceleração na taxa (Educação, Habitação e Artigos de Residência).

Um aumento de 4,52% na energia elétrica foi responsável pelo maior impacto no IPCA do mês, de 0,12 ponto percentual em Habitação.

Em São Paulo, o programa de incentivo à diminuição do consumo de água puxou uma queda de 9,1% nas taxas de água e esgoto.

Grupo de maior peso no IPCA e um dos vilões da inflação no último ano, Alimentação e Bebidas continuou desacelerando em julho. A queda foi ainda maior nos alimentos consumidos em casa (-0,51%).

São Paulo foi a única capital pesquisada onde os preços desse grupo não caíram em julho. Ontem, a FAO informou que os preços de alimentos estão no menor nível dos últimos seis meses.

Grupo Variação (%) junho Variação (%) julho
Índice geral 0,40% 0,01%
Alimentação e bebidas -0,11% -0,15%
Habitação 0,55% 1,20%
Artigos de residência 0,38% 0,86%
Vestuário 0,49% -0,24%
Transportes 0,37% -0,98%
Saúde e cuidados pessoais 0,60% 0,50%
Despesas pessoais 1,57% 0,12%
Educação 0,02% 0,04%
Comunicação -0,02% -0,79%
Grupo Impacto (p.p.) junho Impacto (p.p.) julho
Índice geral 0,40 0,01
Alimentação e bebidas -0,03 -0,04
Habitação 0,08 0,17
Artigos de residência 0,02 0,04
Vestuário 0,03 -0,02
Transportes 0,07 -0,18
Saúde e cuidados pessoais 0,07 0,06
Despesas pessoais 0,17 0,01
Educação 0,00 0,00
Comunicação 0,00 -0,03