Inflação pelo IPC-S acelera a 0,72% na segunda quadrissemana do mês

Alta ocorre após acréscimo de 0,63 por cento na primeira leitura deste mês

São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 0,72 por cento na segunda quadrissemana de dezembro, após acréscimo de 0,63 por cento na primeira leitura deste mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Foi a maior taxa desde a primeira semana de setembro, quando o índice subiu 0,74 por cento.

De acordo com a FGV, cinco das sete classes de despesa do IPC-S apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, com destaque para Alimentos e Transportes. Carnes Bovinas, com alta de 5,10 por cento, e Gasolina, que subiu 0,72 por cento, puxaram a inflação nesses grupos, respectivamente.

A alta no grupo Saúde e Cuidados Pessoais foi ditada principalmente pelo subgrupo Artigos de Higiene e Cuidado Pessoal, com avanço de 0,90 por cento. No caso do grupo Despesas Diversas, destaque positivo para Cerveja, cuja inflação acelerou a 4,05 por cento, enquanto Cursos Não Formais, com alta de 0,53 por cento, ditou o acréscimo no grupo Educação, Leitura e Recreação.

Na contramão, os preços nos grupos Habitação e Vestuário desaceleram a alta, puxados por Condomínio Residencial (de 1,17 por cento para 0,75 por cento) e Roupas (de 1,24 por cento para 1,19 por cento), respectivamente.

2a prévia/dez 1a prévia/dez IPC-S +0,72% +0,63% Alimentação +1,27% +0,94% Habitação +0,42% +0,55% Vestuário +1,07% +1,20% Saúde +0,56% +0,50% Educação +0,48% +0,47% Transportes +0,43% +0,20% Depesas Diversas +0,47% +0,45% O IPC-S abrange dados coletados em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre. Apesar de a divulgação ser semanal, a apuração das taxas de variação leva em conta a média dos preços coletados nas quatro últimas semanas até a data de fechamento.

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 22 de dezembro, será divulgada no dia 23 deste mês.