Inflação medida pelo IGP-DI vai a 0,75% em setembro

Com o resultado, o indicador acumula altas de 4,30% no ano e de 7,45% em 12 meses

Rio de Janeiro – A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) tornou-se mais intensa e foi de 0,75% em setembro, após avançar 0,61% em agosto, segundo dados divulgados hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com o resultado, o indicador acumula altas de 4,30% no ano e de 7,45% em 12 meses.

A taxa mensal, de 0,75%, veio dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado (de 0,57% a 0,83%), mas acima da mediana das expectativas (0,65%). O período de coleta de preços para o IGP-DI de setembro foi do dia 1º a 30 do mês passado.

Embora não seja mais usada para reajustar a tarifa de telefone, a taxa acumulada do IGP-DI ainda é usada como indexadora das dívidas dos Estados com a União.

No caso dos três indicadores que compõem o IGP-DI, o Índice de Preços ao Produtor Amplo – Disponibilidade Interna (IPA-DI) subiu 0,94% em setembro, após avançar 0,77% em agosto. O Índice de Preços ao Consumidor – Disponibilidade Interna (IPC-DI) teve avanço de 0,50% no mês passado contra taxa positiva de 0,40% em agosto. Já o Índice Nacional de Custos da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI) mostrou alta de 0,14% em comparação com o aumento de 0,13% em agosto.