Inflação está “contida, controlada e abaixo da meta” no ano, diz Guardia

Alta de 1,1% do IPCA-15 em junho reflete apenas um "choque temporário" nos preços, segundo o ministro da Fazenda

Brasília – A inflação no Brasil está “contida, controlada e abaixo da meta” neste ano, apesar da greve dos caminhoneiros e seu impacto nos índices de preços, disse nesta quinta-feira o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia.

Guardia disse que o resultado do IPCA-15 divulgado nesta quinta-feira, que superou as expectativas de analistas com aumento de 1,1 por cento, maior alta para o mês em 23 anos, reflete um “choque temporário”.

O repique dos preços foi causado pela greve dos caminhoneiros, que gerou desabastecimento de produtos no país, pressionando os preços para cima, segundo o ministro.

“Então esse é um choque temporário, a inflação em 12 meses acumulada até maio estava abaixo de três, (estava) 2,8 por cento. Ela vai subir acumulando agora a inflação de junho, mas a previsão de todos os analistas e a nossa olhando para a inflação do final do ano, a inflação deste ano é uma inflação que está contida, controlada e abaixo da meta”, disse Guardia.

A meta de inflação para 2018 foi definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 4,5 por cento, podendo variar 1,5 por cento para mais ou para menos.

O ministro falou com jornalistas em Washington, DC, nos Estados Unidos, onde se encontrou com representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, antes de viajar a Nova York, onde falará com investidores.

Veja também