Inflação desacelera na China e sobe 3,2% em fevereiro

Este é o menor aumento desde junho de 2010

Pequim – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da China aumentou 3,2% em fevereiro – na comparação anualizada -, o menor aumento desde junho de 2010, informou nesta sexta-feira o Escritório Nacional de Estatísticas.

O aumento de 4,5% registrado em janeiro foi provocado pelo aumento dos preços devido à explosão do consumo por ocasião das festividades do Ano Novo Lunar, afirmou a instituição.

O objetivo anunciado pelo primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, em seu discurso à Assembleia Nacional Popular (ANP), reunida em Pequim para sua sessão anual, é de 4% para todo o ano de 2012.

Segundo os analistas, a meta pode ser alcançada se continuar a tendência de baixa iniciada em julho de 2011, quando o IPC registrou 6,5%, o maior aumento anualizado em 37 meses.

Embora a alta do principal índice da inflação tenha sido de 3,9% no conjunto dos dois primeiros meses de 2012 com relação ao mesmo período de 2011, em base mensal houve queda de 0,1%, disse o Escritório.

Em dezembro, o aumento do IPC fora de 4,1%, um décimo menos que o índice de novembro.