Indústria extrativa puxa crescimento em agosto

Setor foi o principal responsável pelo crescimento de 0,7% da produção brasileira

Rio de Janeiro – A indústria extrativa foi a principal responsável pelo crescimento de 0,7% da produção industrial brasileira na passagem de julho para agosto. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), divulgada hoje (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a indústria extrativa teve crescimento de 2,4% no período.

Outros setores que tiveram contribuição importante para o avanço da produção industrial foram máquinas e equipamentos (3,9%), coque, derivados de petróleo e biocombustíveis (1,5%) e produtos alimentícios (1,1%).

No total, 14 dos 24 ramos industriais pesquisados pelo IBGE tiveram alta na passagem de julho para agosto.

Dez atividades tiveram recuo na produção no período, com destaque para bebidas (-6,1%), sabões, perfumaria e produtos de limpeza (-4,2%), indústria farmacêutica (-7,4%) e veículos automotores (-1,5%).