Indústria da China surpreende em dezembro, mas varejo decepciona

Alta anual de 6,2 por cento do mês passado superou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 6 por cento

Pequim – A produção industrial da China teve expansão anual de 6,2% em dezembro, ganhando força em relação ao aumento de 6,1% observado em novembro, segundo dados publicados hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, pela sigla em inglês).

O resultado do mês passado superou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam acréscimo de 6%.

Na comparação mensal, a indústria chinesa produziu 0,52% mais em dezembro, depois do aumento de 0,48% visto em novembro.

Por outro lado, as vendas no varejo avançaram em ritmo anual mais fraco em dezembro, de 9,4%, após subirem 10,2% em novembro.

Neste caso, a projeção do mercado era de alta de 10,1%. Em relação a novembro, o setor varejista chinês vendeu 0,7% mais no último mês.

O NBS também informou que os investimentos em ativos fixos fora de áreas rurais da China cresceram 7,2% em 2017, em linha com a projeção de analistas, mas apontando desaceleração ante 2016, quando o avanço foi de 8,1%.