Índice de Serviços da Fipe sobe 0,55% em novembro

A inflação captada pelo IGS mostrou um quadro pouco distinto em relação ao captado pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), o mais tradicional da Fipe

São Paulo – O Índice Geral de Serviços (IGS) registrou inflação de 0,55% em novembro na capital paulista, segundo divulgação realizada nesta quinta-feira, 4, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O resultado foi quase o triplo do verificado em outubro, quando houve inflação de 0,20%. No acumulado de 12 meses até novembro, o IGS apresentou variação positiva de 5,08%.

Entre janeiro e novembro de 2014, o índice acumulou alta de 4,50%.

A inflação captada pelo IGS mostrou um quadro pouco distinto em relação ao captado pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), o mais tradicional da Fipe, que apresentou inflação de 0,69% em novembro ante taxa de 0,37% em outubro.

Nos últimos 12 meses, a inflação geral paulistana foi de 5,57%.

Nos primeiros 11 meses de 2014, foi de 4,89%.

Explicação importante da Fipe para as diferenças entre o IGS e o IPC é que o indicador mais tradicional da Fipe costuma ser bastante pressionado por uma parte do grupo Alimentação que não faz parte do IGS: a de alimentos no domicílio, que contém, por exemplo, itens industrializados e semielaborados.

O índice de Serviços capta apenas a parte de Alimentação Fora do Domicílio, que subiu 0,78% em novembro ante 0,85% em outubro.

No IPC, a Alimentação como um todo subiu 1,55% ante 0,85% e gerou um peso maior para o indicador geral.