Índice de Preços ao Produtor cai para 17 categorias em julho

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) apresentou a quinta queda consecutiva em julho, de 0,29%

Rio de Janeiro – Seis das 23 atividades pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registraram alta em julho dentro do Índice de Preços ao Produtor (IPP), que apresentou a quinta queda consecutiva em julho, de 0,29%.

Segundo o instituto, as principais quedas foram observadas nos segmentos de impressão (-2,15%), calçados e artigos de couro (-1,38%), alimentos (-1,18%) e madeira (-0,96%). Em termos de influência, os alimentos foram destaque, com contribuição de -0,23 ponto porcentual, enquanto calçados e artigos de couro diminuíram 0,02 ponto porcentual do índice.

Os preços de refino de petróleo e produtos de álcool subiram 0,51% e também deram uma das principais contribuições positivas (+0,06 ponto porcentual). Os veículos automotores também ficaram 0,22% mais caros na porta da fábrica, acrescentando 0,02 ponto porcentual ao índice.