Índice de inadimplência de empresas sobe 7,11% em julho

Esse é o quarto mês consecutivo no qual o indicador permanece acima do patamar de 7%

São Paulo – O número de empresas com dívidas em atraso cresceu 7,11% em julho na comparação com o mesmo mês do ano passado, mostrou o indicador elaborado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Esse indicador foi lançado nesta quarta-feira, 27.

Em junho, a alta na inadimplência havia sido maior, de 7,80%.

Apesar da desaceleração, esse é o quarto mês consecutivo no qual o indicador permanece acima do patamar de 7%.

Na passagem de junho para julho, a inadimplência das empresas acelerou para alta de 0,37%.

Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, explicou que o cenário de estagnação da economia e os custos mais elevados impactaram o fluxo de caixa das empresas.

“Além disso, a piora da confiança do consumidor e o crescimento da inadimplência da pessoa física são fatores que influenciam”, afirmou.