Índia suspende entrada de multinacionais no setor de distribuição

A decisão foi tomada após a classe política e os pequenos comerciantes manifestaram oposição à medida

Nova Délhi – O governo da Índia decidiu nesta quarta-feira suspender a reforma que permitia a entrada no mercado interno das multinacionais da distribuição depois que a classe política e os pequenos comerciantes manifestaram oposição à medida.

“A decisão de autorizar os investimentos diretos estrangeiros a 51% no comércio varejista multimarcas foi suspensa até que seja alcançado um consenso por meio de consultas com as diferentes partes”, afirmou o ministro das Finanças, Pranab Mukherjee.

A medida tinha por objetivo liberalizar um setor lucrativo avaliado em 470 bilhões de dólares por ano, mas provocou uma polêmica na oposição e até dentro da coalizão governamental do primeiro-ministro Manmohan Singh.