Inadimplência média se mantém em 5,6% em janeiro, diz BC

Também não houve alteração no nível de calote de pessoas jurídicas no período, que seguiu em 3,7% pelo terceiro mês consecutivo

Brasília – O Banco Central nesta terça-feira que a inadimplência do crédito manteve-se estável em 5,6% de dezembro do ano passado a janeiro de 2013. Também não houve alteração no nível de calote de pessoas jurídicas no período, que seguiu em 3,7% pelo terceiro mês consecutivo.

No caso de pessoa física, houve uma leva queda da taxa, que passou de 8,0% em dezembro para 7,9% em janeiro, o mesmo patamar verificado em novembro de 2012.

Estes dados fazem parte da nova metodologia para a nota de crédito, que o Banco Central vai adotar a partir desta divulgação para o crédito livre, que passa a considerar novas linhas de financiamento, como leasing, desconto em cheque, antecipação de fatura de cartão e cheque especial para Pessoa Jurídica.

Pelo formato antigo, divulgado em janeiro, a inadimplência média do crédito livre havia recuado 0,1 ponto porcentual em dezembro depois de cinco meses de estabilidade e encerrou 2012 em 5,8%. Para PF, a taxa estava em 7,9% e, para PJ, em 4,0%.

A inadimplência no crédito pessoal pela nova metodologia passou de 4,8% em dezembro para 4,7% no mês passado, assim como os calotes no cheque especial, que passaram de 9,1% no último mês de 2012 para 8,2% em janeiro.

No caso de aquisições de veículos, no entanto, houve estabilidade da inadimplência de dezembro para janeiro, ficando em 6,4%. Já a aquisição de “outros bens” passou de 10% para 9,9% em janeiro.

A partir desta divulgação, o Banco Central passa a informar junto com a nota de crédito a inadimplência no cartão de crédito. Pelo documento, houve baixa do calote nesse segmento de 28,7% para 27,9% de dezembro do ano passado para janeiro de 2013.