Importação de soja pela China cai a 7,69 mi t em junho

Resultado abaixo das expectativas do mercado foi puxado pelos amplos estoques domésticos e de mudanças em uma taxa

Pequim – As importações de soja pela China em junho caíram ante o mês anterior, para 7,69 milhões de toneladas, abaixo das expectativas do mercado, em razão dos amplos estoques domésticos e de mudanças em uma taxa, segundo cálculos da Reuters com base em dados da alfândega chinesa.

O volume de junho é 20 por cento menor na comparação com o recorde de 9,59 milhões de toneladas de maio, mas 1,7 por cento superior frente às 7,56 milhões de toneladas de junho do ano passado, mostraram dados da Administração Geral de Alfândegas da China nesta quinta-feira.

No primeiro semestre, as importações chinesas de soja totalizaram 44,81 milhões de toneladas, alta de 14,2 por cento ante igual período do ano passado, revelaram os dados da alfândega.

“O mercado esperava que em junho as importações superassem 8,5 milhões de toneladas, pelo menos”, disse o analista Liang Yong, da Galaxy Futures.

“Mas as esmagadoras têm estoques volumosos, então tiveram de postergar o recebimento de soja. Muitos, certamente, estavam esperando para descarregar após 1° de julho, devido a mudanças na VAT”, acrescentou o analista, referindo-se ao imposto sobre valor agregado (VAT, na sigla em inglês).

A China decidiu reduzir a VAT de 13 por cento para 11 por cento a partir de 1° de julho.