Importação chinesa de soja tem recorde para agosto

Importações de soja em agosto aumentaram 10,2 por cento em relação ao mesmo mês do ano passado

Pequim – A China, maior importador de soja do mundo, comprou 8,45 milhões de toneladas da oleaginosa em agosto, mostraram nesta sexta-feira dados aduaneiros, um recorde para o mês, com melhores margens aumentando a demanda dos compradores.

As importações de soja em agosto aumentaram 10,2 por cento em relação ao mesmo mês do ano passado (7,67 milhões de toneladas), mas ficaram 16,2 por cento abaixo das 10,08 milhões de toneladas registradas em julho, segundo dados da Administração Geral de Alfândega da China.

As importações de julho atingiram o nível mais alto desde o início dos registros, em 2010, após processadores de soja atrasarem descarregamentos em junho devido a estoques altos e uma mudança de impostos.

Algumas das chegadas de agosto também eram desembarques que tinham sido adiados devido ao congestionamento dos portos.

Os processadores também tinham realizado novas compras com as margens começando a mostrar um resultado mais positivo, disse Monica Tu, analista da Xangai JC Intelligence.

Grandes desembarques ao longo do ano levaram a altos níveis de estoques, mantendo margens de esmagamento na China em território negativo por alguns meses. As margens começaram a melhorar em junho e as esmagadoras têm feito lucros desde o final de agosto.

“As importações geralmente diminuem no terceiro trimestre, pois há um hiato entre os fornecimentos dos EUA e os fornecimentos da América do Sul”, disse Tian Hao, analista sênior da First Futures, antes da divulgação dos dados.

O Brasil é o maior exportador global de soja.

“Mas esse é o pico da temporada para a demanda, com os próximos feriados, então a pressão sobre os estoques será um pouco amenizada”, disse Tian.

A China importou 63,34 milhões de toneladas de soja nos primeiros oito meses do ano, contra 54 milhões de toneladas no mesmo período do ano passado, de acordo com dados aduaneiros.