IGP-DI volta a subir em agosto, mais que o esperado

Alta foi de 0,61% em agosto, após queda de 0,05% em julho

São Paulo – O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) voltou a registrar alta em agosto, acima do esperado pelo mercado, com aumentos de custos no atacado e no varejo.

O indicador subiu 0,61 por cento em agosto, após queda de 0,05 por cento em julho, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam leitura de 0,52 por cento, segundo a mediana de respostas que foram de 0,48 a 0,60 por cento.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) avançou 0,77 por cento em agosto, ante baixa de 0,13 por cento em julho.

O IPA agrícola passou de queda de 0,31 por cento para elevação de 1,64 por cento. O IPA industrial passou de variação negativa de 0,07 por cento para aumento de 0,46 por cento.

As maiores altas individuais de preços no atacado em agosto foram de aves, soja em grão, minério de ferro, carne bovina e açúcar cristal.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) teve avanço de 0,40 por cento em agosto, contra queda de 0,04 por cento em julho.

As principais elevações individuais de preços no varejo foram de limão, aluguel residencial, leite longa vida, mamão papaia e açúcar refinado.

Os custos do grupo Alimentação passaram de baixa de 0,67 por cento em julho para aumento de 0,80 por cento em agosto.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,13 por cento, ante alta anterior de 0,45 por cento.

No ano, o IGP-DI acumulou alta de 3,52 por cento e nos últimos 12 meses até agosto, de 7,81 por cento.