IGP-DI registra inflação de 0,01% em maio deste ano

A taxa é bastante inferior a de 0,50% registrada no mês anterior

Rio de Janeiro – A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi de 0,01% em maio deste ano, taxa bem inferior à registrada no mês anterior, que havia sido de 0,50%. Entre os três subíndices que compõem o IGP-DI, apenas o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em maio, taxa superior à de abril: 2,94% ante 1,06%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou inflação de 0,51% em maio, menor do que a observada em abril (0,95%), resultado influenciado principalmente pela queda de 11,25% no preço do álcool combustível e pela inflação menor da gasolina (que passou de 5,98% em abril para 0,75% em maio). Também contribuíram para a queda da inflação, alimentos como as frutas, com deflação de 2,23%, aves e ovos, com redução de preços de 1,25%, e pescados frescos, com deflação de 1,43%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) também contribuiu bastante para a redução da taxa medida pelo IGP-DI. O IPA teve deflação de 0,63% em maio, ante uma inflação de 0,24% em abril. O IGP-DI de maio foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 31.