IGP-10 sobe em fevereiro com alta nos preços no atacado, diz FGV

IGP-10 passou a subir 0,40 por cento em fevereiro, contra queda de 0,26 por cento em janeiro

São Paulo – O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) passou a subir 0,40 por cento em fevereiro, contra queda de 0,26 por cento em janeiro, com maior pressão dos preços de minério de ferro, leite in natura e cana-de-açúcar no atacado.

Os dados informados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira mostraram que, no mês, o Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, teve alta de 0,40 por cento, após queda de 0,59 por cento em janeiro.

O IPA apontou que o índice do grupo Matérias-Primas Brutas avançou 0,98 por cento, deixando para trás a queda de 0,78 por cento em janeiro, com destaque para o movimento dos itens minério de ferro, leite in natura e cana-de-açúcar.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30 por cento do índice geral, por sua vez, desacelerou a alta a0,38 por cento em fevereiro, de 0,45 por cento antes.

O destaque foi o grupo Alimentação, cujos preços passaram asubir 0,66 por cento, ante avanço de 0,91 por cento no mês anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10) subiu 0,41 por cento no período, contra avanço de 0,29 por cento em fevereiro.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.