IEA prevê crescimento de energia renovável após recorde em 2016

Agência acrescentou que o crescimento nesse segmento está pressionando o uso de gás natural e carvão

Londres – A Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) elevou nesta quarta-feira suas estimativas para energia renovável nos próximos cinco anos, seguindo um recorde em 2016, acrescentando que o crescimento nesse segmento está pressionando o uso de gás natural e carvão.

Em seu relatório de médio prazo para renováveis, a IEA diz esperar que a capacidade elétrica renovável no mundo cresça em mais de 920 gigawatts, ou 43 por cento, até 2022, graças a políticas voltadas à energia de baixo carbono e redução de custos para energias solar e eólica.

O crescimento projetado é 12 por cento mais altista que a previsão da IEA do ano passado.

Em 2016, as adições líquidas à capacidade de energia renovável –incluindo energia hidrelétrica, solar, eólica, bioenergia, ondas e maré– atingiram outro recorde mundial, crescendo em 165 gigawatts, 6 por cento mais do que em 2015, segundo o relatório.