IBGE: vendas do varejo ampliado sobem 1,7% em março

Setor registra alta de 10,2% nos últimos 12 meses; venda de veículos também subiu

Rio – O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo mais as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, registrou crescimento nas vendas de 1,7% em março ante a fevereiro, na série com ajuste sazonal, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A receita nominal subiu 2,5% no período.

Na comparação com março de 2010, na série sem ajuste sazonal, houve queda de 2,5% nas vendas e de 0,8% na receita nominal. No acumulado do ano, as vendas cresceram 7,1% e a receita nominal subiu 10,3%. Em 12 meses, as vendas cresceram 10,2% e a receita nominal subiu 13,4%.

Veículos

As vendas no varejo de veículos, motos, partes e peças subiram 3,8% em março ante fevereiro, mostrando uma recuperação após as perdas registradas nos dois meses anteriores. Porém, em relação a março do ano passado, houve recuo de 12,8% – o primeiro resultado negativo dos últimos seis meses neste tipo de comparação.

“A variação é consequência de uma base forte. Naquele mês, o governo colocou fim ao programa de renúncia fiscal, de redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), o que provocou uma antecipação das compras de automóveis. Isso aconteceu em outros setores também, mas numa escala menor”, disse o gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE, Reinaldo Pereira. No primeiro trimestre de 2011, as vendas registram alta de 6,4%. No acumulado de 12 meses, o volume subiu 10,7%.