Passagens aéreas têm 2º maior peso na alta do IPCA, diz IBGE

As passagens aéreas encareceram 17,85% em setembro

Rio – As passagens aéreas encareceram 17,85% em setembro, o equivalente a uma contribuição de 0,07 ponto porcentual para a inflação de 0,57% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês.

O item representou o segundo maior impacto para o IPCA, atrás apenas das carnes, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como resultado, o grupo Transportes saiu de alta de 0,33% em agosto para 0,63% em setembro. Outras contribuições vieram dos aumentos de conserto de automóveis (1,35%) e de automóveis novos (0,76%).

Na direção oposta, os combustíveis ficaram 0,05% mais baratos. O litro da gasolina recuou 0,07%, enquanto o etanol teve ligeira queda de 0,01%.