IBGE volta a estudar divulgação mensal de dados de subutilização

Dados sobre subutilização (que agrega desocupados, subocupados por insuficiência de horas e a força de trabalho potencial) são divulgados trimestralmente

Rio – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estuda a possibilidade de incluir os dados sobre a subutilização da força de trabalho nas divulgações mensais da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), disse nesta quinta-feira, 17, o coordenador de Trabalho e Rendimento do órgão, Cimar Azeredo.

Hoje, os dados sobre a subutilização da força de trabalho (que agrega os desocupados, os subocupados por insuficiência de horas e a força de trabalho potencial) são divulgados apenas na Pnad Contínua Trimestral. Essa pesquisa traz dados sobre o mercado de trabalho detalhados por unidade da federação a cada três meses.

Paralelamente, o IBGE divulga todo mês a Pnad Contínua Mensal, com dados sobre o mercado de trabalho para trimestres móveis, somente nos agregados para o Brasil, sem dados regionais.

A ideia, segundo Azeredo, é divulgar informações sobre a subutilização nessas divulgações mensais, também apenas com dados agregados nacionalmente.

Segundo Azeredo, ainda não está certo que o IBGE fará essa alteração na divulgação da Pnad Contínua, mas isso seria importante porque os dados de subutilização mostram que o mercado de trabalho “continua em situação delicada”, embora alguns indicadores, como o próprio contingente de desempregados, tenham melhorado recentemente.

“Existe uma importância de divulgar isso. Estamos com esse projeto, mas não está certo ainda”, afirmou Azeredo, em entrevista para comentar os dados da Pnad Contínua Trimestral do primeiro trimestre de 2018.