IBEF: Líderes esperam crescimento do PIB entre 1,5% e 2%

Expectativa para a taxa de juros é que ela continue em ritmo de queda até o final de 2012

São Paulo – No mercado financeiro a expectativa de crescimento do PIB em 2012 não anda das melhores. Pesquisa do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF SP) realizada com 33 líderes de empresas indica que 47,8% dos entrevistados acredita que o PIB deve apresentar queda em relação a 2011. Destes, 60,9% indicam que a economia oscilará neste ano entre 1,5% e 2% – como apontou o boletim Focus, divulgado essa semana. 

Há quem espere um PIB ainda menor: 13% do total de entrevistados. 26,10% pensam que o PIB crescerá entre 2,0% e 2,5%.

Do total, 46,1% esperam que a inflação irá se manter estável e 42,0% pensam que ela irá subir. Dentre os que creem na estabilidade, 43,5% projetam um índice de inflação entre 5% e 5,5% para este ano. 

Quanto ao câmbio, 87% dos executivos de finanças consultados no acreditam na estabilidade. Dentre os que apontam essa projeção, 60,9% indicam que o dólar esteja cotado entre 2,00 reais e 2,05 reais até o final de 2012.

A expectativa para a taxa de juros é que ela continue em ritmo de queda até o final de 2012. Essa é a projeção de 52,2% dos executivos participantes da pesquisa, dos quais 34,8% preveem que a Selic chegará a 7,50% ao ano até dezembro. Na próxima semana será realizada uma nova reunião do Copom. 

Terceiro trimestre

A expectativa é de estabilidade na produção, exportações, investimentos, emprego e inadimplência no terceiro trimestre. Para os estoques as opiniões ficaram divididas entre queda e estabilidade (ambas com 42,8% das respostas). A expectativa para as importações e vendas internas é de aumento. 

Veja 6 novas previsões para o PIB brasileiro em 2012