Há seis meses em queda, PIB do BC sinaliza recessão no país

O índice IBC-BR, conhecido como "PIB do BC", aponta que a economia brasileira encolheu 0,17% no último trimestre de 2013

São Paulo — Nas contas do Banco Central, a economia brasileira cresceu 2,57% em 2013. Esse número morno vem acompanhado de outro claramente negativo: no último trimestre do ano houve queda de 0,17%, como informa o jornal O Globo

Os números referem-se ao Índice de Crescimento calculado pelo Banco Central (IBC-BR), que difere do PIB oficial, apurado pelo IBGE. Conhecido como “PIB do BC”, o IBC-BR considera o desempenho dos setores de agropecuária, indústria e serviços, além da arrecadação de impostos sobre produtos.

O BC já havia divulgado queda de 0,21% no terceiro trimestre de 2013. Na visão do mercado, o IBC-BR negativo em dois trimestres seguidos caracteriza recessão no país. O Globo reporta que algumas instituições financeiras estão reduzindo suas projeções do PIB para este ano em função desses dados.

A expectativa, agora, é pela divulgação, no dia 27, do PIB oficial, calculado pelo IBGE. Como as metodologias de cálculo são diferentes, o IBGE não deve confirmar o encolhimento da economia apontado pelo BC.