Gripe aviária gera perdas bilionárias à indústria avícola

A epidemia já matou 35 pessoas na China e provou perdas de mais de 5 bilhões de euros ao país

Pequim – A epidemia de gripe aviária H7N9, que já matou 35 pessoas na China, provocou perdas ao país de mais de 40 bilhões de yuanes (5 bilhões de euros), segundo fontes do governo.

O setor perdeu quase um bilhão de yuanes por dia (127 milhões de euros) desde o fim de março, afirma o jornal Beijing Times, que cita Li Xirong, diretor do Serviço Nacional de Gado.

O vírus H7N9 infectou 130 pessoas na China e 35 morreram, segundo o último balanço oficial. A variação foi transmitida pela primeira vez ao ser humano há poucas semanas.

As vendas de aves de curral caíram, assim como os preços, o que provoca graves problemas financeiros e perdas de empregos, lamentou Li.

Para restaurar a confiança dos consumidores, as autoridades da província de Shandong (leste) e os líderes da indústria se reuniram na semana passada para um almoço a base de frango.

Até o momento não foi registrada uma transmissão do vírus entre pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).