Greve de caminhoneiros prejudica abastecimento no aeroporto de Brasília

Administradora do terminal diz que combustível para aviação disponível no sítio aeroportuário está contingenciado por causa do protesto que ocorre no DF

São Paulo – A greve de caminhoneiros em protesto contra o aumento dos combustíveis está prejudicando o abastecimento de aviões no aeroporto de Brasília, informou a administradora do terminal, Inframerica, nesta terça-feira.

“O combustível para aviação disponível no sítio aeroportuário está contingenciado por conta do protesto dos caminhoneiros que ocorre no Distrito Federal”, afirmou a Inframerica em nota, explicando que a frota de caminhões que leva querosene de aviação para o terminal está retida no entorno do Distrito Federal.

A concessionária afirmou ainda que notificou nesta manhã as companhias aéreas sobre a restrição do combustível.

Três voos foram cancelados nesta terça no aeroporto, mas a Inframerica afirmou ainda não ter certeza se os cancelamentos tiveram relação direta com a contingência no abastecimento.

Os protestos realizados por caminhoneiros, iniciados na segunda-feira, se espalham por praticamente todo o Brasil e já afetam alguns setores. A agropecuária nacional, particularmente o setor de carnes, teve operações suspensas em algumas indústrias, ao passo que o fluxo de soja aos portos também se reduziu, encolhendo os estoques nos terminais devido à interrupção no transporte.

Contrários à alta do diesel e a favor de redução da carga tributária sobre o combustível, caminhoneiros realizavam bloqueios nesta terça-feira em 22 Estados, de acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), superando os 19 registrados na véspera.