Grécia receberá 4,2 bilhões de euros da UE nesta 5ª feira

Comunicado do Fundo de Resgate anunciou a concessão de 4,2 bilhões de euros à Grécia nesta quinta-feira, 1 bilhão de euros a menos que o previsto no calendário

Bruxelas – Os países da zona do euro decidiram nesta quinta-feira conceder 4,2 bilhões de euros à Grécia nesta quinta-feira, 1 bilhão de euros a menos que o previsto no calendário de empréstimos ao país dentro do programa de resgate financeiro internacional.

O conselho de diretores do fundo europeu de resgate (FEEF), reunido nesta quarta-feira em Luxemburgo, acertou a entrega dos 5,2 bilhões de euros para antes do final de junho, mas nesta quinta-feira só serão entregues 4,2 bilhões, informa a entidade em comunicado.

O 1 bilhão restante ‘não é necessário antes de junho e será desembolsado dependendo das necessidades financeiras da Grécia’, acrescenta o comunicado.

A nota lembra que, tal como em desembolsos anteriores, os 4,2 bilhões serão transferidos a uma conta separada que será usada para o pagamento da dívida grega.

O anúncio do FEEF se produz em meio à grave crise política gerada na Grécia após as eleições legislativas de domingo passado, que formaram um Parlamento muito dividido e sem possibilidades aparentes de forjar uma coalizão viável.


Os partidos que apoiam o respeito ao fundo de resgate ficaram em minoria, enquanto houve um significativo aumento dos extremismos de esquerda e direita.

A decisão do conselho de diretores do FEEF ocorreu após uma jornada de especulações sobre se os países da zona do euro seguiriam adiante com o desembolso previsto ou optariam por retê-lo para pressionar os partidos gregos.

Vários responsáveis do continente, como o presidente da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia), José Manuel Durão Barroso, pediram nesta quarta-feira, durante um fórum econômico realizado em Bruxelas, que os partidos gregos formem uma coalizão e mantenham o programa de resgate.