Grécia poderia ter evitado resgates, diz Papandreu

"Ao todo, 21 bilhões de dólares estão ocultos em paraísos fiscais", lamentou Papandreu

Cidade do Cabo – O ex-primeiro-ministro da Grécia Yorgos Papandreu afirmou nesta quinta-feira que seu país poderia ter evitado os planos de resgate se não tivesse sido a enorme fuga de capitais aos paraísos fiscais, que classificou de “autêntico roubo”.

“Ao todo, 21 bilhões de dólares estão ocultos em paraísos fiscais”, lamentou Papandreu no discurso de abertura do XXIV Congresso da Internacional Socialista, da qual é o presidente, em Cidade do Cabo (África do Sul).

“Trate-se de países desenvolvidos ou em via de desenvolvimento. Isso é um roubo para nossos cidadãos, pois compromete os investimentos do governo em setores como saúde e educação”, disse. “Apesar das minhas súplicas, nem Europa, nem G8, nem G20 e o sistema bancário fizeram nada para mudar esta decisão”, completou Papandreu.