Grécia deve fechar acordo com troica até 5ª feira

Negociações não progridem desde o início de setembro

Atenas – O governo da Grécia vai chegar a um acordo com a delegação internacional de inspetores a tempo para a cúpula da União Europeia, que acontece na quinta-feira (18), afirmou o primeiro-ministro grego Antonis Samaras a um jornal do país.

“Duas coisas terão acontecido até a cúpula da UE”, disse Samaras em entrevista publicada na edição deste domingo do jornal Kathimerini. “Primeiro, teremos concluído totalmente o acordo sobre as ações prévias para questões fiscais e estruturais para a entrega da parcela (do pacote de resgate). Em segundo lugar, Europa e Fundo Monetário Internacional (FMI) provavelmente terão superado suas diferenças de estimativa sobre como garantir a sustentabilidade da dívida.”

As negociações entre Grécia e os inspetores da Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE) – grupo conhecido como troica – não progridem desde o início de setembro. Os dois lados tentam chegar a um denominador comum a respeito do plano de austeridade de dois anos que deve levar à economia de 13,5 bilhões de euros.

A troica discorda de alguns elementos do plano de austeridade e quer que a Grécia faça mais cortes de gastos no próximo ano, além dos já previstos pelo governo grego.

O ministro de Finanças Yannis Stournaras e o ministro do Trabalho Yannis Vroutsis retomaram as conversações com a troica neste domingo. Se houver um acordo final entre os dois lados, o pacote de austeridade também terá de ser aprovado pelos líderes dos três partidos políticos que compõem a coalizão de governo.

Uma reunião entre Antonis Samaras, o líder socialista Evangelos Venizelos e Fotis Kouvelis, do Esquerda Democrática, deve ocorrer na segunda-feira (15) ou na terça-feira (16).

Uma acordo sobre as medidas, assim como outras reformas estruturais, é uma precondição para que a Grécia recebe a próxima parcela de ajuda prometida pelos credores europeus e internacionais para assegurar uma possível extensão de dois anos em suas metas de redução do déficit. As informações são da Dow Jones.