Governo vai liberar R$ 400 mi para reforma agrária

O anúncio foi feito hoje aos sem-terra, acampados em Brasília, pelo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho

Brasília – A presidente Dilma Rousseff decidiu liberar ainda neste ano uma suplementação de R$ 400 milhões para a obtenção de terras para a reforma agrária. O anúncio foi feito hoje aos sem-terra, acampados em Brasília, pelo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

Ele anunciou também a renegociação da dívida dos assentados e da agricultura familiar, para permitir a reinserção dos inadimplentes no processo de financiamento. O ministro informou que essa reinserção de dará por meio de um novo financiamento, que poderá ser parcelado em até sete anos.

Carvalho informou ainda que haverá recursos para custeio. “Com isso a gente espera ter atendido a essa demanda. Interessa ao governo que a gente termine com a inadimplência dos assentados e dos agricultores”, afirmou o ministro, que garantiu ainda a liberação de mais R$ 15 milhões para o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera).

Segundo Carvalho, a liberação dos recursos dependerá de estudos “sempre com a preocupação da presidente Dilma de que os assentamentos sejam feitos realmente com qualidade para gerar conforto e produtividade”. Carvalho participou de encontro com os sem-terra, que estão acampados no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, na Jornada Nacional de Lutas patrocinada pelo MST e pela Via Campesina. Para os líderes do movimento, o resultado da jornada foi positivo.