Governo prorroga PIS/Cofins zero pedido pela Abinee

Segundo informa o governo, o custo do benefício é estimado em R$ 7,9 bilhões em 2015

Brasília – O Ministério da Fazenda confirmou na tarde desta quinta-feira, 21, por meio de nota, a prorrogação de benefício fiscal para o Programa de Inclusão Digital, até 31 de dezembro de 2018.

O incentivo, que consiste na redução a zero das alíquotas do PIS/Cofins na venda a varejo de computadores e notebooks – e que hoje também abrange tablets, modems, smartphones e roteadores digitais – acabaria em 31 de dezembro deste ano.

Segundo informa o governo, o custo do benefício é estimado em R$ 7,9 bilhões em 2015.

“Esse valor é mais do que compensado pelo aumento da produção, das vendas e do emprego no setor, como vem demonstrando a evolução da medida até agora”, cita a Fazenda.