Governo pedirá crédito para cumprir regra de ouro em 2019, diz Colnago

Prevista na Constituição, a regra de ouro impede a emissão de dívida para financiamento de gastos correntes

Brasília – O governo vai solicitar um crédito especial ao Congresso para cumprir a chamada regra de ouro das contas públicas no Orçamento do ano que vem, disse nesta terça-feira o novo ministro do Planejamento, Esteves Colnago.

Prevista na Constituição, a regra de ouro impede a emissão de dívida para financiamento de gastos correntes.

Em sua primeira entrevista coletiva, Colnago afirmou que o governo analisa os números e pode sugerir uma alteração da meta de resultado primário, atualmente indicada como um déficit de 139 bilhões de reais.