Governo gasta R$ 100 bilhões com pensões por morte em 2011

Desse total, R$ 60 bilhões são gastos com contribuintes do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e R$ 40 bilhões com regimes de servidores da União

Brasília – O Brasil é o país no mundo que mais gastou com pensões por morte em 2011, o equivalente a R$ 100 bilhões. O valor equivale a 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas no país, como informou hoje (25) o secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social (MPS), Leonardo Rolim.

Desse total, R$ 60 bilhões são gastos com contribuintes do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e R$ 40 bilhões com regimes de servidores da União, dos estados e dos municípios. 

Segundo o secretário, o governo estuda mudanças no sistema de concessão do benefício para que seja mais eficiente. “A maioria dos países gasta abaixo de 1,6% do PIB. Esses gastos tendem a ter regras diferentes no futuro”, explicou o secretário.