Governo adia leilões de energia de reserva

Os dois leilões abrangem pequenas centrais hidrelétricas, centrais geradoras hidrelétricas e fontes de geração eólica e solar fotovoltaica

O Ministério de Minas e Energia publicou hoje (28) portaria adiando dois leilões de energia reserva que estavam previstos para ocorrer neste ano.

O primeiro leilão, que seria em julho, foi remarcado para o dia 23 de setembro e o segundo leilão, previsto para outubro, vai ocorrer em 16 de dezembro.

Os dois leilões abrangem pequenas centrais hidrelétricas, centrais geradoras hidrelétricas e fontes de geração eólica e solar fotovoltaica.

Segundo o ministério, a mudança nas datas tem como objetivo adequar os prazos para a realização do 2º leilão de energia reserva, com a análise de capacidade de escoamento da geração para o Sistema Interligado Nacional. Com o adiamento, também será dado maior prazo para apresentação de documentos relativos aos empreendimentos já cadastrados.

Também foi publicada hoje uma portaria autorizando a realização de leilão, no segundo semestre deste ano, para a compra de energia elétrica de novos empreendimentos. O início do suprimento de energia será a partir de 1º de janeiro de 2019.