Gol espera reduzir dívida em R$1,5bi a R$1,6 bi com devoluções

Executivo da companhia afirmou que, com essa redução, o indicador de alavancagem da dívida total ajustada em relação ao Ebitdar ficará entre 5 e 6 vezes

São Paulo – A companhia aérea Gol aguarda uma redução de 1,5 bilhão de reais a 1,6 bilhão de reais na dívida da companhia em razão da devolução programada de aeronaves, de acordo com o diretor vice-presidente financeiro e de relações com investidores, Richard Freeman Lark Jr.

Em teleconferência com analistas após a divulgação do balanço do terceiro trimestre, o executivo disse que, com essa redução, o indicador de alavancagem da dívida total ajustada em relação ao Ebitdar deve ficar entre 5 e 6 vezes. No terceiro trimestre de 2016, ficou em 7,2 vezes.

De acordo com Lark, o terceiro trimestre fechou com 135 aeronaves, sendo que 11 estavam em processo de devolução e outras 2 deverão estar em processo de devolução nos últimos três meses do ano, encerrando 2016 com 122 aviões. Em 2017, haverá ainda a devolução de outras cinco aeronaves, acrescentou.