GM faz recall de 1,3 milhão de carros nos EUA

Um problema na direção hidráulica atinge alguns veículos da montadora americana

Nova York – A General Motors vai fazer o recall de mais 1,3 milhão de veículos nos Estados Unidos devido a um problema na direção hidráulica, anunciou nesta segunda-feira a montadora americana.

Pouco antes, foram distribuídos à imprensa trechos do discurso da presidente da General Motors (GM), Mary Barra, que deverá ser feito na terça a congressistas americanos. Ela prometeu que a empresa será transparente sobre um caso do recall tardio de milhões de veículos, alguns deles associados a acidentes com 13 mortes.

“Não posso dizer aos senhores porque demoramos tanto tempo para anunciar um defeito na segurança nesse programa, mas posso lhes dizer que vamos descobrir”, afirmará Barra a ao Congresso na terça.

A presidente reafirma suas desculpas às famílias das vítimas, e assegura que a maior fabricante de carros dos Estados Unidos vai assumir suas responsabilidades no caso.

Entre fevereiro e março, a GM ordenou o recall de 2,6 milhões de veículos produzidos entre 2003 e 2011, por um defeito que impedia que os airbags de funcionarem corretamente em alguns modelos.

“Quando tivermos as respostas, seremos totalmente transparentes com vocês, com os reguladores e com nossos clientes”, continua o texto.

Barra, que assumiu o comando da GM em janeiro, deverá explicar aos parlamentares porque a empresa, que descobriu o problema em 2001, continuou equipando seus carros com a peça defeituosa, mesmo depois de acidentes mortais.