Ganhos do BC com operações no câmbio foi de R$ 31,829 bi

O valor é recorde para a instituição desde que usou pela primeira vez essa ferramenta em 2002

Brasília – Mesmo com o fim da intervenção diária no mercado cambial no final de março, o Banco Central teve lucro de R$ 31,829 bilhões com as operações de swap cambial em abril.

O valor é recorde para a instituição desde que usou pela primeira vez essa ferramenta em 2002. No mês anterior, o saldo havia sido fortemente negativo em R$ 34,512 bilhões.

O resultado divulgado nesta sexta-feira, 29, pela instituição refere-se ao estoque que vem sendo administrado pelo BC por meio de rolagens.

Em abril, o dólar teve queda de 5,94% em relação ao real, o que proporcionou o ganho com essas operações pela instituição.

No acumulado do primeiro quadrimestre de 2015, o prejuízo da instituição com essas operações está em R$ 19,194 bilhões. Ao longo de 2014, o BC teve perdas de R$ 17,329 bilhões com a oferta de hegde ao mercado.

Em 2013, o BC acabou registrando prejuízo com os leilões de swap da ordem de R$ 1,315 bilhão. Já em 2012, entraram para o caixa da autarquia R$ 1,098 bilhão.

A decisão do BC de não renovar o programa de swaps, apelidado de “ração diária”, se deu porque a instituição avaliou que essa oferta já havia fornecido “volume relevante” de proteção cambial ao agentes econômicos. O programa teve início em 22 de agosto de 2013 e foi renovado duas vezes com ajustes.