G20 será realizada de 30 de novembro a 1º de dezembro

A última cúpula do G20 aconteceu entre 7 e 8 de julho de 2017 em Hamburgo, no norte da Alemanha, quando o país liderava a presidência do grupo

Buenos Aires – A Cúpula de Líderes do G20, que reúne os chefes de Estado e de Governo das 20 maiores economias do mundo, tantos desenvolvidas como emergentes, vai acontecer em Buenos Aires de 30 de novembro a 1º de dezembro, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais.

O encontro dos líderes na Argentina, que exerce a presidência temporária da organização em 2018, será precedido pelas mais de 50 reuniões setoriais que acontecerão ao longo do ano em várias cidades argentinas que contarão com 20 mil participantes internacionais e tratarão temas como economia, finanças, emprego, educação, energia e agricultura.

“As prioridades da presidência argentina são três: o futuro do trabalho, o financiamento da infraestrutura e a segurança alimentar”, destacou hoje em Buenos Aires Laura Jaitman, representante do Ministério da Fazenda da Argentina para o G20.

Por enquanto, não se sabe o local exato da capital que receberá a reunião dos chefes de Estado e de Governo.

A última cúpula do G20 aconteceu entre 7 e 8 de julho de 2017 em Hamburgo, no norte da Alemanha, quando o país liderava a presidência do grupo.

Segundo Laura, dez anos depois da origem da crise financeira de 2008, é necessária a formulação de uma nova agenda para o futuro, com foco nas novas tecnologias.

Além disso, a representante enfatizou que a atenção à temática de gênero é uma prioridade “transversal” na presidência argentina do grupo.

O G20 é integrado por 19 países (Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, a Itália, Japão, México, Rússia, Reino Unido, África do Sul e Turquia) e a União Europeia.