Furacão Harvey ameaça mais refinarias do Golfo dos EUA

A costa do Golfo dos EUA abriga quase metade de toda a capacidade doméstica de refino, com cerca de 5,6 mi de barris por dia de capacidade no Texas

Houston – Fortes chuvas e enchentes decorrentes da tempestade tropical Harvey nesta terça-feira provocaram mais interrupções em refinarias de petróleo do Texas, levando o total de refinarias desligadas para mais de 16 por cento da capacidade total dos Estados Unidos, enquanto a tempestade foi em direção às plantas na costa do Louisiana.

Entre 12 e 38 centímetros de chuva eram esperados no centro-sul do Louisiana, disse o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

A tempestade havia voltado ao Golfo do México na segunda-feira, provocando fortes chuvas de Houston a Lake Charles, no Louisiana.

A costa do Golfo dos EUA abriga quase metade de toda a capacidade doméstica de refino, com cerca de 5,6 milhões de barris por dia de capacidade no Texas e 3,3 milhões de barris por dia no Louisiana.

Cerca de 3 milhões de barris por dia de capacidade dos Estados Unidos já está fechada, e reiniciar essa plantas mesmo sob as melhores condições pode demorar uma semana ou mais.

“Esses fechamentos já estão impactando os mercados, com os preços do petróleo mais baixos devido a uma queda perceptível na demanda e os preços da gasolina subindo em resposta à menor oferta”, disse Sandy Fielden, diretor de pesquisa de petróleo e produtos na Morningstar.

Os futuros do petróleo dos EUA fecharam em queda de 0,28 por cento, após caírem mais de 2 por cento na sessão anterior, para 46,44 dólares o barril.