FMI diz que queda do petróleo persistirá e ajudará economias

Recente queda nos preços do petróleo deve persistir, ajudando a impulsionar a atividade econômica global em 0,3 a 0,7 por cento no próximo ano

Washington – A recente queda nos preços do petróleo deve persistir, ajudando a impulsionar a atividade econômica global em 0,3 a 0,7 por cento no próximo ano, escreveram dois economistas sêniores do Fundo Monetário Internacional (FMI) em um blog nesta segunda-feira.

Os preços do petróleo Brent caíram mais de 46 por cento desde o pico do ano em junho de mais de 115 dólares por barril, em meio à decisão em novembro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de não reduzir a produção.

“No geral, vemos isso como uma boa notícia para a economia global”, disseram no blog o economista-chefe do FMI, Olivier Blanchard, e o chefe da equipe de pesquisa de commodities, Rabah Arezki, acrescentando que os mercados futuros sugerem que os preços do petróleo permanecerão mais baixos do que os níveis de anos anteriores.