FMI busca levantar US$ 600 bi em novos recursos, dizem fontes

Fundo estima que precisará de 500 bilhões de euros desse dinheiro para emprestar aos países-membros e que os 100 bilhões restantes serão usados como "colchão de proteção"

Washington – O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que precisa levantar até 600 bilhões de dólares em novos recursos para emprestar a países que estejam em dificuldade por causa dos efeitos da crise de dívida da zona do euro, disseram fontes da organização nesta quarta-feira.

O FMI estima que precisará de 500 bilhões de euros desse dinheiro para emprestar aos países-membros e que os 100 bilhões restantes serão usados como “colchão de proteção”, disseram , à Reuters fontes que estavam presentes na discussão do conselho do FMI nesta terça-feira.

O FMI também estima que haverá uma escassez de financiamento global de 1 trilhão de dólares nos próximos dois anos se as condições econômicas piorarem consideravelmente, acrescentaram as fontes.