Fitch retira nota máxima da França devido ao avanço da crise

Agência rebaixou em um degrau qualificação francesa devido incertezas sobre o futuro crescimento de sua economia

Paris – A agência de qualificação de risco Fitch retirou a máxima qualificação da França (AAA) e a rebaixou um degrau, para AA, devido às incertezas sobre o futuro crescimento de sua economia e o avanço da crise econômica na zona do euro.

A agência deu como razões para sua decisão sua previsão sobre a evolução da dívida pública bruta da França, que considera que atingirá 96% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014.

A Fitch se referiu também à “incerteza” na evolução da crise na zona do euro e a que as previsões de crescimento econômico da França são “substancialmente mais fracas” dos que as feitas anteriormente pela agência.

Além disso, a Fitch lembrou o dado de desemprego francês, que alcançou “um máximo de 10,9% em maio de 2013”, destacando que é um nível recorde nos últimos 15 anos.