Relação entre etanol e gasolina atinge 65,75%, diz Fipe

Para especialistas, etanol deixa de ser vantajoso quando o seu preço representa mais de 70% do valor da gasolina

São Paulo – A relação entre o preço médio do etanol e o valor médio da gasolina atingiu o nível médio de 65,75% em setembro na capital paulista, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O número apurado no mês passado ficou acima do verificado em agosto de 2014, de 65,32%, e também foi superior ao observado em setembro de 2013, de 64,12%.

Na avaliação de especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina.

A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do etanol é de 70% do poder da gasolina.

Em setembro, com base na pesquisa do IPC, o valor médio do etanol teve comportamento diferente do verificado em agosto. Apresentou alta de 0,22% ante recuo de 1,09% no oitavo mês do ano.

O preço médio da gasolina, por sua vez, continuou em baixa, de 0,08%, mas ela já ficou em nível menos significativo que o de agosto, quando houve declínio de 0,52%.

No mesmo período, a taxa geral do IPC da Fipe passou de 0,34%, no oitavo mês de 2014, para 0,21% no mês seguinte.