Fiesp rebaixa previsão de alta do PIB de 2,6% para 1,8%

O PIB deste ano da indústria de transformação, antes previsto para crescer 0,1%, agora deve cair 0,8%, na avaliação da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo

São Paulo – A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) rebaixou nesta quinta-feira a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 de 2,6% para 1,8%. O PIB deste ano da indústria de transformação, antes previsto para crescer 0,1%, agora deve cair 0,8%, na avaliação da Fiesp.

Já a estimativa da Fiesp do Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria de transformação caiu de estabilidade para um recuo de 2% ante 2011. Segundo a entidade, a previsão da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aponta o desempenho da produção física, foi revista para uma queda de 0,6% em 2012, ante uma estimativa também de estabilidade na avaliação anterior

De acordo com Paulo Francini, coordenador do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon), a previsão da Fiesp para o PIB de 2012 fica perto do desempenho esperado pelo mercado, em torno de 2%.

“Quando fizemos a previsão, no início do ano, bem abaixo do que o governo afirmava, fomos bastante criticados”, lembrou, em coletiva de imprensa sobre os resultados de maio do INA. “Torço para que o (ministro Guido) Mantega, que disse ontem que o País não vai crescer abaixo de 2,5%, esteja certo e nós não”, afirmou.