FGTS aumenta o orçamento de 2013 em R$ 12,4 bilhões

De acordo com o ministro Manoel Dias, porém, a injeção no orçamento não compromete a saúde financeira do fundo

Brasília – Em reunião na tarde de hoje (25), o Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) decidiu pela suplementação de R$ 12,4 bilhões ao orçamento de 2013.

Do valor, R$ 10 bilhões serão destinados a programas de concessão de financiamentos na área de habitação popular e R$ 2,43 bilhões para descontos concedidos a população de baixa renda no Programa Minha Casa, Minha Vida.

O Ministério do Trabalho informou, em nota, que informações da Caixa Econômica Federal dão conta de que, até junho, 65% do orçamento do fundo destinado ao financiamento de habitação popular em 2013 tinha sido comprometido, bem como 73% do valor destinado a descontos.

De acordo com o ministro Manoel Dias, porém, a injeção no orçamento não compromete a saúde financeira do fundo. Segundo ele, a previsão do patrimônio líquido do FGTS ao final do exercício é R$ 55 bilhões.

O orçamento do FGTS para 2013 prevê R$ 45,7 bilhões para habitação popular, R$ 5,2 bilhões para saneamento básico, R$ 7 bilhões para aplicação em Infraestrutura urbana, R$ 8,9 bilhões destinado a descontos para famílias de baixa renda, além de R$ 4,3 bilhões para demais operações da área de habitação.