Fed mantém programa de compra de ativos e taxas de juros

O Fed anunciou que a política monetária de juros baixos é adequada enquanto a taxa de desemprego continuar acima dos 6,5%

Brasília – O Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos Estados Unidos, anunciou hoje (31) que vai manter o programa de compra de ativos, no valor de US$ 85 mil milhões por mês, como estímulo à economia do país. O Fed também manteve inalteradas as taxas de juros.

A entidade revelou que o crescimento da economia dos Estados Unidos na primeira metade do ano foi “modesto”, manifestando preocupações com a taxa de desemprego no país.

Para o Fed, enquanto a taxa se mantiver acima dos 6,5%, os estímulos à economia norte-americana terão de continuar ativos.

O Fed também manteve inalteradas as taxas de juros em um intervalo entre os 0 e 0,25% e anunciou que continuarão baixas, face ao crescimento “moderado” da economia e enquanto a taxa de desemprego for elevada.

O Fed anunciou que a política monetária de juros baixos é adequada enquanto a taxa de desemprego continuar acima dos 6,5%.

Em nota divulgada após o encontro, o Fed informou que manterá sua política monetária “durante um tempo considerável” até que seja “fortalecida” a recuperação econômica dos Estados Unidos.

As decisões do Fed foram reveladas pelos responsáveis do Banco Central dos Estados Unidos após uma reunião de dois dias, feita entre terça-feira e hoje.

Desde o fim de maio, o mercado financeiro global enfrenta turbulências por causa da perspectiva de que o Fed reduza os estímulos monetários para a maior economia do planeta.

Se houver redução de estímulos, o volume de moeda norte-americana em circulação cai, aumentando o preço do dólar em todo o mundo. Uma das consequências dessa instabilidade do mercado financeiro global foi a alta do dólar no Brasil nos últimos dias, que fechou ontem no maior patamar dos últimos quatro anos (R$ 2,2805).