Fed é positivo para o Brasil, diz Guido Mantega

O ministro da Fazenda afirmou que “[Isso] para o Brasil é bom, mas notamos que já estava no preço daquilo que os mercados estavam achando"

Brasília – Ao comentar a decisão do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) de reduzir os estímulos à economia norte-americana, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que, por ser gradual, “o programa do Fed é muito positivo” para o Brasil.

Mantega referiu-se ao início do corte de estímulos à maior economia do planeta: de acordo com decisão do Fed, adotada ontem (18), os incentivos concedidos pelo Tesouro norte-americano cairão de US$ 85 bilhões mensais para US$ 75 bilhões e, até o fim de 2014, haverá diminuição gradual dos estímulos.

O ministro da Fazenda acrescentou: “[Isso] para o Brasil é bom, mas notamos que já estava no preço daquilo que os mercados estavam achando”. E disse: “[A medida] vai diminuir a possibilidade de volatilidade cambial no futuro”.